sexta-feira, 15 de outubro de 2021

O Purgatório de Virgílio para ZX Spectrum finalziado.

 O Purgatório de Virgílio, meu mais recente Jogo, lançado para ZX Spectrum (mas quem não possue tal máquina do passado pode tranquilamente jogar em um emulador, seja no PC, ou celular, ou até em outros aparelhos como videogames dos anos 2000)

Em breve atualizarei o blog para incluir o jogo lá na lista, de qualquer modo, ele já consta no meu site www.amaweks.com . Abaixo algumas imagens, e ao final, um texto que escrevi especialmente para o lançamento do jogo:










Algumas palavras a mais sobre a narrativa e contexto deste jogo:

Eu não canso de repetir que meus jogos são o meu produto de arte, e que encaro o jogo como uma linguagem estética com suas particulariedades tanto quanto o cinema, os quadrinhos, as artes plásticas, a literatura, ou o que você puder imaginar. Estou nessa "pesquisa" de entender essa linguagem, e explorar suas possibilidades, já fazem alguns anos, aprendendo tanto a parte mais "técnica" (a programação, o desenho de interação entre jogador e jogo, etc), quanto a parte mais artística, e não só fazendo as músicas e gráficos mas entendendo como isso tudo se articula na narrativa do jogo. E o tema escolhido é sempre muito importante nessa equação.

O Purgatório de Virgílio é (foi em 2016 e o é novamente, agora de forma mais consciente) meu manifesto de que um jogo brasileiro pode abordar temas regionais sem ser necessariamente "regionalista" ou menos ainda tradicionalista. Quando eu escolho pegar elementos da história do cangaço, da literatura popular de cordel e tudo que se relaciona a ela, e faço relação e diálogo com a Divina Comédia de Dante Alighieri, eu quero dizer que um não é mais importante que o outro em termos culturais. E que, claro, sendo brasileiro, me é interessante abordar temas daqui, mas sem reduzir-los á qualquer gueto ou margem, mas pelo contrário, fazendo o movimento de inserir-los na cultura universal humana. Por que o que temos culturalmente de diferente do resto do mundo é o que temos de mais rico e único, e ignorar nossa cultura seria também me empobrecer artisticamente.

Daqui a um ano, em 2022, farão 100 anos da Semana de Arte Moderna no Brasil. Sua importancia não cabe aqui nesse parágrafo, mas em resumo os modernistas deixaram claro que era preciso "antropofagizar" o estrangeiro, "comer eles", e assim parir o novo, mesmo que de forma caótica. Não basta se apoiar na tradição cultural, que é sim importante, mas é preciso ir além. Posteriormente, o movimento da Tropicalia atualizou este entendimento, e deixou ainda mais claro que o oposto também não nos serve: apenas imitar o estrangeiro como um "vira-lata" neo colonizado é talvez ainda mais miserável e pobre culturalmente, e que a "antropofagia" devia ser ainda mais radical. Em certa medida, o manifesto Mangue Beat, encabeçado por bandas de Recife como o Nação Zumbi, fez nos anos 90 uma nova atualização da atropofagia modernista, agora num mundo muito mais urbano que rural.

É sem medo da estatura destes grandes que eu me insiro nessa mesma busca, e eu não estou sozinho. Repito então, "O Purgatório de Virgílio", meu joguinho retrô, independente, obscuro, conhecido por poucos, foi meu manifesto nesse sentido em 2016, e o faço com ainda mais propriedade agora em 2021.



terça-feira, 14 de setembro de 2021

Campeonato desenvolvimento ZX Spectrum

 Fazem alguns meses que eu comecei um projeto para apresentar no campeonato anual de desenvolvimento de ZX Spectrum: Virgil's Purgatory ZX, um re(de)maker do meu jogo de mesmo nome feito para PC em 2016.

Os jogos participantes, e seu progresso, podem ser vistos aqui: https://zx-dev-media-demakes.proboards.com/board/7/entries-juegos


Meu projeto vai avançando bem, tenho até 20 de dezembro pra finalizar ele, e acredito que vai dar tempo tranquilamente:

Aqui o último avanço da produção: 




E aqui algumas imagens:












sábado, 12 de junho de 2021

Site de jogos atualizado

Passei o dia atualizando o site dos meus jgos, que agora tem domínio próprio:

amaweks.com






segunda-feira, 24 de maio de 2021

Devwill Too MSX

 Bom, terceiro sistema retrô a ter uma versão de Devwill Too... agora eu converti da versão que fiz pro ZX Spectrum pro MSX com alguns ajustes. Tá praticamente pronto, apenas em fase de testes e pequenos ajustes ainda.








Edit:

To fuçando e conseguindo uns efeitos graficos loucos.. ainda experimentando e vendo o que devo usar:


Edit:

To finaliznado um bocado de incrementos, que pra um jogo de msx acho que ficaram bem legais. Tela título, tela de abertura, e a opção de juckbox












quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Devwill Too Z80

Trabalhando na versão do Dewill Too Z80 pra outros computadores antigos... por enquanto sem sucesso em "bootar" o jogo na versão "CP 400 color". Mas ainda não desisti. 







terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Fliperama do Devwill Too

No começo de 2020 meu amigo Vini fez pra mim um Gabinete de Fliperama profissional customizado para meu jogo Devwill Too, de mega Drive. A versão do jogo que roda li é praticamente a mesma do cartucho de mega drive, só que alterada pra sistema de créditos e rodando num emulador de mega drive (tem um computador dentro do gabinete).

Fiz um vídeo pra demonstrar o Fliperama:

 



E aqui alguams Fotos:








quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Seção de Instrumentos Musicais atualizada

 Atualizei a seção de instrumentos musicais com o que eu produzi de 2019 até agora. Primeiro eu Fiz um Cajon para ser tocado com os pés, para vricnar de "one band man". Depois fiz duas guitarras de 3 cordas, e recentemente uma bateria eletrônica para ser tocada com os pés também.

http://diarioartografico.blogspot.com/p/instrumentos.html