quarta-feira, 13 de julho de 2022

Referências imagéticas de /\ 0 [ ] e reflexões post mortem

(For the english version take a look on the next recent post)

Quero explicitar aqui algumas das referências imagéticas que eu recorri, e que fazem parte do meu referencial, na construção visual deste meu último trabalho como jogo eletrônico, /\ 0 [ ]


A primeira referência, que originou o conceito do jogo, foi a obra do Russo Wassily kandinsky. Foi ele quem teorizou muito a respeito da arte abstrata, em livros como "Linha e ponto sobre plano" e "O Espiritual na arte", além de ajudar a fundar a escola de design Bauhaus. Para ele, a pintura tinha de ser abstrata como a música: os sons despertam sentimentos sem que necessariamente nos remetam a objetos existentes no mundo, eles não são figurativos e são sensoriais.



Piet Mondrian foi outro pintor abstrato, junto com outros artistas Holandeses iniciou o movimento "De Stijl" (O Estilo), que buscava um minimalismo e racionalização nas formas e nas cores, simples e primárias, no que chamariam de "Arte total". Como comum na época, era mais uma utopia de uma arte para o futuro, para um homem "racional" do futuro, uma tendência otimista que mudaria drasticamente depois das duas grandes Guerras Mundiais.






Joaquin Torres Garcia vai passar por muitos dos movimentos de vanguarda da arte moderna, como o cubismo, até retornar à América Latina para desenvolver a sua "Geometria Sensível". Seu abstracionismo se afastava da frieza e racionalismo do concretismo ou de artistas como Mondrian, e era reflexo de uma vida muito mais dura e turbulenta de trabalho e sobrevivência.





Alfredo Volpi foi um pintor que por não estar ligado a movimentos ou correntes era muito mais experimental, e fazia uma mistura do figurativo com uma arquitetura geometrizada que foi se tornando cada vez mais abstrata. Via as formas elementares na cultura do povo, nas festas juninas, nos telhados das casas, não numa utopia futurista mas no chão do mundo ao seu redor.




Concretismo e Neoconcretismo no Brasil: O Neo Concretismo surge posteriormente, como uma resposta ao concretismo, o que os torna de certo modo complementares. Enquanto os princípios do concretismo eram o da busca de uma arte total, como a de Mondrian, desconectada do social, o neo Concretismo busca reinserir o humano no centro do trabalho através de móbiles, instalações, e até roupas de formas geométricas abstratas que podiam ser vestidas. Me interessou mais aqui, nesse momento, a racionalização do Concretismo, mais próxima do já exposto sobre Mondrian.




Quando um artista executa um trabalho ele tem mais ou menos consciência do que ele ali articula. Há certa liberdade para experimentação, ou mesmo a busca do inconsciente pode ser a proposta em si, como no Surrealismo. Agora, ao final, consigo parar e olhar para trás, para as referências que articulei, e para o resultado do trabalho concretizado no jogo /\ 0 [ ] e chegar a algumas conclusões conscientes.


Foi engraçado que depois de lançar o jogo duas pessoas associaram ele com um pequeno romance do Séc IXX que eu desconhecia: "Planolândia". Escrito por um clérigo Inglês utilizando um pseudônimo, pelo que pude ler é uma alegoria satírica das mazelas sociais da Inglaterra Vitoriana e toda a sua desigualdade social. Curiosa associação, a princípio realizada por outra pessoa a partir do visual do jogo com a descrição do mundo dos "planolandeses", de apenas 2 dimensões, no livro, mas que no seu âmago tem uma relação mais direta com o que fiz no jogo.


O que no fundo eu proponho, e se você chegou até aqui no texto pode lhe interessar, é uma crítica a uma ideia que está muito corrente, desta vez não especificamente em movimentos de vanguarda artística mas diluído em toda a cultura, de um certo "futurismo", no pior sentido da palavra. O Futurismo foi um movimento artístico que teve vários artistas se associando a idéias fascistas por conta de sua ideia de um novo homem para um novo mundo técnico e racionalizado pela indústria. Se antes se ocupavam os artistas e filósofos de imaginar a arte do futuro, ela agora é pensada por marqueteiros e tecnicistas do MIT. Aquilo que muitos projetam como utopia: o mundo das IA, do metaverso, das redes sociais mediando todas as interações entre as pessoas, só consigo ver como uma distopia disfuncional. Coisas como o transumanismo, dentre outras "religiões" modernas disseminadas entre Vale do Silício e magnatas donos de meio mundo são expressões, ou sintomas, de um caminho distópico por onde esse mundo do capitalismo tardio e decadente há de trilhar. Meu jogo é apenas uma pequena representação alegórica de tal pesadelo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário